Isabel Batista e Fernando Gonçalves: Bosque Concept Store

_DSC6417 (2).jpg

Ele é baterista dos Clã e dá aulas de bateria, ela é uma criativa que gosta de objectos e de pessoas. 

Têm dois filhos, a Teresa e o Benjamim e vivem em Vila do Conde onde abriram há menos de dois anos a Bosque Concept Store, um espaço que é muito mais que uma loja. 

A Isabel já teve várias lojas, sempre gostou de restaurar objectos e encontrar-lhes novas oportunidades, de inventar soluções e cruzar diferentes materiais em ambientes conceptuais, e na sua Bosque Concept Store faz tudo isto e ainda mais. 

Entre móveis restaurados, candeeiros vintage, discos de vinil e telefones do século passado, surgem outras peças novas, como as cigar box guitar's Santa Cecília, as manteigueiras e os copos em plástico com tampa, da parceria com a Ontem Design, as coloridas almofadas Branco Chá e Companhia da Casa, os cadernos Musgo e os sabonetes Castelbel

Este é também um espaço onde pequenos artesãos colocam as suas peças e testam a reacção do público e onde várias actividades acontecem enquanto se bebe chá e se dão dois dedos de conversa.


"Este é um projecto em constante mudança e espelha mesmo o que é a Isabel. Ela vive muito intensamente a loja, eu gosto de ajudar mas o meu papel é mais o de carregar coisas de um lado para o outro. 

A Isabel liga-me a pedir para eu vir cá porque tem um móvel para mudar de sítio, mas na verdade nunca é só um, normalmente ficamos por cá o resto do dia, a fazer experiências, a mudar tudo até ficar perfeito. Depois no dia seguinte vende uma peça e começamos tudo de novo!" Fernando

"Eu faço isto como se fosse a minha casa, adoro inventar, mudar tudo, criar ligação entre peças que não têm nada a ver umas com as outras, perceber o potencial de um móvel ou de um candeeiro que está mal tratado, dar nova vida aos objectos." Isabel 

_DSC6369.jpg

"A verdade é que nesta loja há muitos objectos diferentes mas há um resultado final coerente, a Isabel tem essa capacidade de criar um conceito comum onde todas as peças coexistem de forma harmoniosa, isso é um dom que ela tem." Fernando

"A própria loja sofreu pouca intervenção da nossa parte, tentámos manter tudo como estava e apenas mudámos o chão, a mim interessa-me esta ideia de que a forma como cuidamos e usamos as coisas é absolutamente determinante para a forma como são olhadas. 

Tenho muitos objectos que são aqui deixadas por pessoas que já não os querem e que ficam espantadissimas quando as veem depois de uma intervenção minha, pode ser um móvel que limpei, troquei os puxadores, lavei a cara e de repente é outro." Isabel

"O ambiente criado é fundamental, no outro dia alguém dizia que quando aqui entrava tinha vontade de comprar tudo, eu acho que o que acontece é que aqui no Bosque também se encontram boas soluções para a utilização dos objectos, isso tem a ver com a ideia que a Isabel tem de decoração." Fernando

"Adoro as coisas que estes objectos com histórias provocam, há um tempo atrás, foi-me deixado por um senhor daqui da rua, do n.º 36, um candeeiro de latão de pé alto. Eu limpei-o, arranjei a parte eléctrica e coloquei-lhe uma lâmpada grande vintage. Ficou lindo. 

Passado um tempo recebemos a visita de um grupo de vários casais do Algarve que estavam de passagem e um deles enamorou-se pelo candeeiro acabando por o comprar. Enquanto eu preparava o candeeiro o Sr. contou-me que já não vinha há muito tempo a Vila do Conde mas que em criança vinha cá muito porque o seu avô tinha vivido precisamente nesta rua, no número 38. 

O avô deste senhor foi vizinho do lado deste candeeiro que ele agora levava para a sua casa no Algarve. Encantam-me estas histórias." Isabel

"O atendimento é também uma mais valia deste espaço, as pessoas referem muitas vezes isso. Gostam da forma simpática e amável como aqui são tratados, essas coisas fazem a diferença e são o que vai construindo o "bom nome" de um negócio." Fernando

"Aqui também acontecem muitas mais coisas além da dinâmica de loja, promovemos workshops e vários tipos de encontro e trocas entre as pessoas. Gosto muito desses momentos." Isabel

"Vila do Conde tem uma população bastante conservadora, tivemos de ir adaptando um pouco a oferta à procura, lendo o público e tentando corresponder aos seus gostos. Procuramos inovar, trazer coisas que agradem mas que surpreendam também. 

Nestes quase dois anos fomos criando um público que é até bastante heterogéneo tanto a nível da idade como de poder económico." Isabel

"Há também uma nova geração em Vila do Conde de gente muito informada, culta, com muito bom gosto, há novos projectos a acontecer e isso é muito motivador." Fernando

_DSC6424.jpg

"Uma das coisas que queremos fazer é avançar para um projecto online que não é necessariamente uma loja com as coisas que temos aqui, gostava de criar um projecto específico para essa nossa presença online.

Esse é um passo importante que queremos muito dar, gostávamos de nos abrir para o mercado internacional mas com uma visão mais conceptual, gostava mesmo de, depois disto, criar uma marca que se internacionalizasse e onde pudéssemos criar sem as limitações que o nosso mercado nos impõe." Isabel

"Quando conversamos sobre onde queremos estar daqui a 10 anos sabemos que não é só aqui nesta loja, podemos até manter a loja mas queremos muito mais para este conceito. A presença online é fundamental para atingir os nossos objectivos e criar novos sonhos" Fernando

Fotografias  Pau Storch

Fotografias Pau Storch

Alexandra Neves daSilva