/ 9.2.18 / No comments / , , , , , , ,

Quando me vieres visitar / Brasília


Quando me vieres visitar. Esta é uma série de publicações feitas com o contributo de amigos que vivem espalhados pelo mundo e que tantas vezes pensam como seria bom receber-nos naquela que é actualmente a sua casa, seja definitiva ou provisória, recente ou de sempre, mas que é bem longe daqui.

Filipa Belo, uma optimista e sonhadora incurável que se enamorou por um setubalense que tinha vivido em Macau, que escrevia poesia nas horas vagas e que a conquistou ao som de Vinicius de Moraes
Estavam ambos longe de imaginar que esta aventura os levaria a morar em terras de Vera Cruz, como que um presságio, juntamente com os 2 filhos Benjamim e Xavier de 4 e 5 anos.

A viver em Brasília há menos de um ano mas já com grande conhecimento desta bela terra, Filipa leva-nos nesta viagem que nos deixa a vontade de apanhar um avião para onde, nesta altura, além de tudo... é Verão.




“Aterrámos no Planalto Central do Brasil no dia 1 de Agosto de 2017. 
A seca mostrava-se severa: na cor da terra, na aridez da vegetação, na humidade do ar que estava abaixo de 10%.
Brasília, a cidade futurista do Brasil. Idealizada pelo presidente Juscelino Kubistchek que entregou essa tarefa a Oscar Niemeyer, o arquiteto modernista e comunista, conhecido pelas suas curvas (evocativas do corpo feminino). Porém, Niemeyer apenas projetou os principais edifícios da capital, de visita obrigatória.
A planta de Brasília, desenhada por Lúcio Costa, evoca a imagem de um avião, com os principais monumentos dispostos ao longo do Eixo Monumental, e os blocos comerciais e residenciais localizados ao longo das asas.
Sendo um dos destinos de eleição para os amantes de arquitectura e design, garanto que também encontrarão uma cidade animada, escondida atrás da fachada de betão.

Depois dos primeiros dias, facilmente compreendemos a organização da cidade e começamos a desbravar as ditas zonas comerciais.
Encontramos cafés com esplanadas deliciosas que se escondem no meio dos blocos residenciais.
A não perder, os deliciosos pães ao estilo francês e as tapiocas de lamber os dedos.

Cafés: 
Ernesto
Quintal F508
Lámour de pain
Lavi
La Panière

A cidade já conta com uma oferta interessante de restaurantes.
Destaque para o Autoral com cozinha de autor, excelente para um jantar a dois.
Outras coisa que fomos descobrindo são as brinquedotecas existentes em muitos dos restaurantes. Zonas de brincadeiras, normalmente supervisionadas, onde as crianças podem estar a brincar enquanto os pais comem calmamente e colocam a conversa em dia.

Restaurantes: 
A Moqueca do Chefe, pela deliciosa cozinha baiana e uma moqueca de comer e chorar por mais.
Para comer um óptimo ceviche, o restaurante peruano Taypá
Para uma refeição nordestina o Mangai (com uma óptima brinquedoteca)
Para os dias especiais, com uma vista linda sobre o Lago Paranoá, temos o Rubaiyat. A especialidade são as carnes (dica, pedir uma mesa na varanda).

A não perder - feijoada aos sábados no Clube do Choro. Levamos as crianças, provamos esse prato tão típico e ainda damos um pezinho de dança ao som dos melhores músicos de choro da cidade.

Compras:
Nada como uma visita à Feira do Guará, onde encontramos de tudo: roupa, alimentação, a melhor peixaria de Brasília, e quilos e quilos de castanhas do pará.
Outra experiência é a visita à Feira da Torre, localizada na Torre de Tv, no eixo monumental, onde encontramos artesanato de várias zonas do Brasil.
Na fundação Athos Bulcão podemos encontrar imensos objectos com os lindos padrões de Athos. Um dos grandes ícones de Brasília.

Passear com as crianças:
No eixo monumental e de visita obrigatória encontramos o Congresso Nacional e a Catedral Metropolitana. Estão localizados em espaços muito amplos pelo que é uma óptima experiência levar os patins e as trotinetes e andar com as crianças por ali, às voltas nas obras de Niemeyer.
Andar de bicicleta no Parque Ecológico do Lago Sul.
Acordar um dia mais cedo para ver o nascer do sol, com a ponte JK como imagem de fundo, enquanto observamos as garças em voos rasantes no lago.
Brunch no Jardim Botânico. Delicioso, servido em forma de pique-nique. Toalhas aos quadrados em mesas de madeira, almofadas para nos sentarmos confortavelmente no chão. As crianças adoram e os pais também.
Centro Cultural do Banco do Brasil, sempre com programas educativos para crianças e exposições para os pais.
Passar uma tarde nas piscinas do Parque Nacional de Brasília. Durante a época seca, com os termómetros a rondar os 30º não há nada mais refrescante do que um banho nas frescas águas do Parque Nacional.
Jardim dos Olhos de Água, preparem os kits de exploradores, levem as lupas e as câmaras fotográficas e vão à busca de novas espécies de plantas. Acreditem que vai ser uma experiência e tanto.

A não perder: 
Palácio da Alvorada
Memorial JK
Igrejinha
Santuário Dom Bosco
CCBB
Praça dos Três Poderes
Torre TV Digital
Museu dos Povos Indigenas
Catetinho

Passeios de fim de semana, prolongado, fora de Brasília (a 2 ou em família) :
Chapada dos Viadeiros - Património Mundial pela UNESCO. No parque encontrarão canyons, quedas d'agua em paredes rochosas, cascatas que formam piscinas naturais. Além das trilhas existe uma série de peculiaridades que não vão querer perder. Só para vos abrir ainda mais o apetite: O vale da lua - formações rochosas que possuem aspecto lunar ; piscinas termais com água a aproximadamente 38º, cachoeiras para praticas de rapel e muito mais.

Pirenópolis - Uma romântica vila que tem uma curiosa mistura de arte deco e arquitectura colonial Portuguesa. A good vive que se sente ao passear pelas ruas de “Piri” dá vontade de voltar todos os fins de semana. Além da vila podemos ainda fazer algumas trilhas, muitas delas acessíveis para crianças, que nos levam até cachoeiras onde podemos nadar e treinar alguns saltos acrobáticos!

No regresso a Brasília, paragem obrigatória da Fazenda Babilónia para tomar o Café Colonial.

Para dormir: 
Como cidade de negócios que é, a oferta hoteleira não é a mais charmosa. Seguem algumas sugestões de hotel mas nada como procurar um bom AIRBNB, de preferencia na Asa Sul, nas Superquadras 306/307/308, onde podemos experienciar a excelente planificação do Lucio Costa.

Brasilia Palace Hotel
Gran Mercure Brasilia Eixo Monumental 
Royal Tulip Brasilia Alvorada
Athos Bulcão Hotel HPlus Executive


Share This Post :
Tags : , , , , , , ,

Sem comentários:

Enviar um comentário

Sobre Nós

Apresentação

O meu nome é Alexandra, vivo com o meu namorado de sempre e juntos temos quatro filhos. Nheko é um espaço de partilha sobre a vida em família - a nossa e outras - e de divulgação de pessoas que fazem coisas realmente inspiradoras. Sejam bem-vindos.

A nossa loja

@nheko_

Seguir por e-mail

Pesquisar