/ 23.2.18 / 6 Comments / , , , , , , , ,

O dinheiro não traz felicidade mas tira o nervoso || Guia para adolescentes e jovens


A Educação Financeira é uma área muito importante que muitas vezes desvalorizamos.
Cá em casa somos fracos nesta matéria e foi com muito agrado que descobri o Guia Prático para a Educação Financeira.
Devorei-o num fôlego só, li e reli. Tirei notas e repeti para dentro algumas das máximas que lá encontrei.
Sou péssima ao nível da gestão financeira e penso que tenho, como mãe, a responsabilidade de ajudar os meus filhos a ganhar competências e ferramentas importantes nesta área que está presente nas vidas de todos.
As minhas três filhas crescidas têm uma forma muito diferente entre si de se relacionar com o dinheiro, há quem tenha a capacidade incrível de o fazer crescer e quem, ao contrário o faça desaparecer como por artes mágicas. Há quem o ache fundamental e quem o despreze, quem saiba bem o que faz ao que tem e quem o derreta na primeira oportunidade que aparece. Ainda assim parece-me que este guia é tão importante para uns como para os outros.

Gostava de me ter cruzado com esta ferramenta na minha adolescência, se calhar tinha feito a diferença.
E é isso que Adelaide Miranda, autora deste Guia, quer fazer também, a diferença. Contribuir para a educação de jovens nesta área tão mas tão importante na vida de todos.
Mesmo quem detesta dinheiro reconhece que saber gerir o que se tem é fundamental para uma vida tranquila.
"O dinheiro não traz felicidade mas tira o nervoso!" esta maravilhosa frase é da Amália Rodrigues e eu não podia estar mais de acordo.

Escolhi umas fotografias da minha filha Rita para ilustrar esta publicação porque ela é, para mim,  uma referência inspiradora neste assunto, a dias de fazer 18 anos, esta jovem tem uma relação como o dinheiro que deixa muitos adultos de boca aberta de espanto.



Adelaide Miranda define-se como uma cidadã do mundo, nasceu em Angola foi criada em Portugal e viveu no Reino Unido. 
Licenciada em Engenharia Química, desenvolveu uma forte paixão pelo sector imobiliário que  culminou com a actual gestão de uma agência imobiliária em Portugal, a Luso Star Apartments Lda, da qual é fundadora.
Mulher de vários ofícios, inicia carreira como escritora e blogger em 2014, tendo já publicado vários livros dentro de diversos estilos literários.
Adelaide Miranda apresenta agora o Guia Prático da Educação Financeira, e é isso que a traz por cá.



Nheko: Quem te conhece bem, como é que te descreve? 
Adelaide: Essa resposta deixo para quem me conhece bem. 
Posso apenas falar por mim e descrevo-me da seguinte forma: sonhadora, batalhadora e persistente!

Nheko: Trabalhas na área imobiliária, é uma excelente forma de ganhar dinheiro? 
Adelaide: A área da imobiliária é uma das minhas paixões. Abri a Luso Star Apartments há dois anos, com a genuína intenção de quebrar uma lacuna no acesso ao crédito por parte de portugueses emigrantes, que tal como eu têm o desejo de ter um cantinho em Portugal. Conseguimos superar esta lacuna e já ajudamos muitas famílias a concretizarem o seu sonho, e ao mesmo tempo ganhamos dinheiro. Nada melhor como win-win.
Acredito na relação de benefício mútuo, quando todos ganhamos com um negócio é a definição de negócio bem sucedido. Contudo, a minha maior fonte de rendimento é como Engenheira de Processo e Segurança, profissão essa que exerço há mais de 12 anos, no setor da indústria petrolífera e química. 

Nheko: O que é que te move na vida? 
Adelaide: A vida move-me. Viver é uma sensação magnífica. O meu filho. A minha família. Ajudar os outros. Conquistar os meus sonhos. Superar as minhas dificuldades. Desafios! 


Nheko: Este guia surge de uma observação que fazes da realidade num episódio com a tua sobrinha, esta é uma forma de contribuíres para um mundo melhor? 
Adelaide: Sempre. Tento sempre contribuir para um mundo melhor naquilo que faço. Os meus guias práticos, que já são 3, são sempre uma passagem de aprendizagem minha para os outros. Sempre que aprendo algo e que sinto que tenha enaltecido a minha vida sinto a necessidade de partilhar com os outros. Todos devemos ter acesso à informação, embora caiba a cada um decidir o que faz com ela. 


Nheko: A educação e a tomada de consciência são o caminho? 
Adelaide: Sempre! Self-awareness. A maioria das vezes nem sabemos porque fazemos as coisas como as fazemos. Vivemos em modo robótico e temos de aprender a parar e a ouvir. É algo que explico no meu Guia da Proatividade: Estar presente no momento.
E a educação é a melhor forma de preenchermos as lacunas que temos. 


Nheko: Pensas que estes temas deviam ser incluídos de forma significativa nos conteúdos programáticos do ensino básico? 
Adelaide: Decididamente. Por este motivo criei o projeto Schola Vitae. Um projecto que tem por base workshops em que se discutem temas que não se aprendem na sala de aulas mas que valorizam a nossa vida pessoal e profissional. A partilha de vivências é uma das melhores formas de aprendizagem. Na Schola Vitae todos podemos ser alunos e professores. 


Nheko: Esta é uma ferramenta fundamental para conseguir viver numa sociedade que apela ao consume de uma forma extrema, pensas que a responsabilidade de protecção de cada consumidor é do próprio ou deveria haver mais leis que nos protegessem a todos do consumo pouco responsável? 
Adelaide: Acho que tudo parte de nós. Deve haver, sim, mais legislação contudo temos de aprender a tomar decisões conscientes e deixar de culpabilizar os outros. Temos uma tendência em fazer algo porque o “fulano” assim o fez mas, não nos questionamos se tem benefício para nós próprios. Temos de aprender a avaliar e a tomar decisões baseadas em fatos e condições pessoais. 


Nheko: Na tua sociedade perfeita, utópica, havia dinheiro? 
Adelaide: Sinceramente? Acho que deveria haver uma troca directa de produtos. Contudo o dinheiro surgiu de forma a valorizar os mesmos. Imagino que trocar uma cenoura por um coelho não fosse bem visto certo? Agora quem coloca valor no tempo que demorei a “criar” o coelho e no tempo que demorei a “cultivar” a cenoura. Acho complicado responder a essa questão. 


Nheko: Na capa do Guia Prático da Educação Financeira há a referência ao público mais jovem, aliás a linguagem utilizada no guia parece ser exactamente adaptada a esse público, porquê esta opção? 
Adelaide: O guia é maioritariamente dedicado aos mais jovens porque considero que se tivesse tido essa informação antes de começar a trabalhar não teria cometido alguns erros financeiros e teria atingido uma estabilidade muito mais cedo. 


Nheko: Tens distribuído o teu livro de uma forma gratuita pelo envio do mesmo num formato digital, preocupas-te acima de tudo em chegar ao maior número de pessoas? Essa é também uma forma de chegar aos mais novos? 
Adelaide: Foi uma forma de divulgação e partilha. Como disse adoro ensinar, partilhar. O importante é que todos acedam à informação. Acredito também que quem valorize a informação recebida irá, certamente, pedir um livro no estado físico.

Muito Obrigada Adelaide!
Sigam o trabalho desta mulher tão inspiradora através do seu Site, Facebook ou Instagram e procurem a data onde este Guia vai ser apresentado na Fnac mais perto de si.

Fotografias Gonçalo Catarino


Share This Post :
Tags : , , , , , , , ,

6 comentários:

  1. Olá, como aqui em casa também somos fracos nessa matéria, e temos uma filha com quase 17 anos, fiquei muito curiosa sobre a relação com o dinheiro da sua filha Rita.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, a Rita começou a ganhar dinheiro muito nova com trabalhos publicitários etc e sempre o soube utilizar de uma forma muito sensata. Tem uma capacidade inacreditável de fazer crescer o dinheiro, eu nem sei bem como, é poupada e arranja sempre forma de não gastar praticamente nada quando sai, é uma arte ;-) Abraço. Este guia é mesmo útil e coloca-nos a pensar nas coisas, dá dicas muito práticas e úteis, mesmo que não seja para seguir à risca é um bom sensibilizador para a poupança, para a tomada de consciência e organização.

      Eliminar
  2. Obrigada. Um prazer ter participado nesta entrevista! ��

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nós é que agradecemos a disponibilidade! Abraço

      Eliminar
  3. "O DINHEIRO NÃO TRAZ FELICIDADE MAS TIRA O NERVOSO".
    É isto!
    Boa semana!

    ResponderEliminar

Sobre Nós

Apresentação

O meu nome é Alexandra, vivo com o meu namorado de sempre e juntos temos quatro filhos. Nheko é um espaço de partilha sobre a vida em família - a nossa e outras - e de divulgação de pessoas que fazem coisas realmente inspiradoras. Sejam bem-vindos.

A nossa loja

@nheko_

Seguir por e-mail

Pesquisar